Manvia, SA

A Manvia foi constituída em 1998, como sociedade por quotas, tendo por objetivo desenvolver o negócio da Manutenção de Infraestruturas em Portugal. No ano 2000, foi integrada no Grupo Mota-Engil, e em 2005 passou a sociedade anónima, tendo-lhe permitido um melhor posicionamento do mercado. O seu âmbito de atuação foi alargado à manutenção de edifícios, ambiente, indústria e energia, sendo a única empresa no mercado nacional, cujo core-business era exclusivamente a atividade de manutenção.

Em 2007 a Manvia cria uma área de Manutenção Hospitalar, tendo como primeira unidade o Hospital Distrital de Castelo Branco.

Através da aquisição em 2009 da empresa Almaque, foi alargado o âmbito da prestando serviços para manutenção de corpos moentes, por um processo exclusivo e com patente internacional Manvia. Através desta área de negócio, marcam presença em diversos países europeus: Espanha, França, Polónia, Alemanha, Reino Unido, Bélgica, Noruega, Luxemburgo, Estónia, Letónia, Suécia e República da Irlanda.

Em 2010 a parceria estabelecida com a Ludwig Pfeiffer em 2002, materializou-se na criação da Manvia Condutas, empresa líder no mercado nacional, em trabalhos nas redes de águas e esgotos sem abertura de vala.

Foi criada a Manvia Espanha em 2015, com sede em Gijón, dedicada ao fabrico de sistemas de analisadores de processo, nas indústrias química, petroquímica, oil & gas e energética e manutenção e operação de sistemas de aerogeradores e parques eólicos.

Atualmente a empresa conta com mais de 600 profissionais especialistas nas diversas áreas de manutenção, com especial enfoque na gestão de ativos e Facility Management.

Como membro do Cluster Habitat Sustentável, conta dar a perspetiva de fecho do ciclo de vida dos edifícios, isto é, desde o projeto e construção até á manutenção e operação, dado que a sustentabilidade de um edifício é fundamental ao longo de todo o ciclo de vida dos ativos.